Bem-vindo ao Portal de ARARUAMA - RJ

História de Maricá

O desbravamento do território do município remonta às últimas décadas do século XVI, quando colonizadores aí chegaram graças à doação de sesmarias a Antônio de Mariz, Manoel Teixeira e Duarte Martins Moirão, que estabeleceram os primeiros colonos na região, desenvolvendo atividades extrativistas, agrícolas e pastoris.

Nos locais onde se encontram o povoado de São José de Imbassaí e a Fazenda de São Bento, fundada em 1635 por frades beneditinos, surgiram os primeiros núcleos de povoação conhecidos em Maricá. Entretanto, nem os colonos dos estabelecimentos rurais das numerosas sesmarias, nem os beneditinos puderam desenvolver suas lavouras devido às febres palustres reinantes na região. Os habitantes foram, pouco a pouco, deslocando-se para a outra margem da Lagoa de Maricá, de clima mais saudável. Nesse local teve origem a povoação de Santa Maria de Maricá, nome dado em homenagem a dona Maria I de Portugal, elevada à categoria de vila com as conseqüentes emancipação, por Alvará de 26 de maio de 1814, e instalação, em 27 de agosto de 1815.

Em 1887, surgiu em Maricá a idéia de se construir uma Estrada de Ferro. Criou-se uma comisSão membros atuantes da comunidade, que empregaram seus capitais e, em 1889, era inaugurado trecho de estrada de ferro que até Itapeba e, posteriormente, Manoel Ribeiro. O Governo Federal prolongou-a até Cabo Frio, ligando-a com a Central do Brasil. Através dela, os pescadores levavam seus peixes para vender nos mercados de Niterói e São Gonçalo, desta forma o município também escoava sua produção de banana.

Durante muito tempo, a pesca constitui-se na principal fonte de renda. Em 1889, a vila se encontrava em franco progresso e foi elevada à categoria de cidade. Todavia, em virtude das conseqüências advindas da Lei Áurea, a economia municipal sofreu bastante o impacto do êxodo da força de trabalho escrava. Suas terras, já em si pantanosas, tornaram-se mais insalubres ainda devido ao abandono das lavouras. A atividade econômica em geral acabou por fixar-se em atividades agropastoris, indústrias de pequeno porte, exploração minerais, construção civil, pesca e turismo. A implantação da rodovia Amaral Peixoto, a RJ-106, associada às condições do local onde se estruturou o núcleo histórico, propiciou grande desenvolvimento da indústria
da construção civil para residências de veraneio e equipamentos turísticos.

Visitantes Online

Temos 67 visitantes e Nenhum membro online

Estatísticas

Membros
1507
Artigos
1574
Weblinks
2
Acessos
2735641

Copyright © 2008/2014 - Região dos Lagos.com.br Publicidade Ltda. - Todos os direitos reservados.
22 2643-5745 / 22 8844-8888 / ID: 933*567 / Skype regiaodoslagos.com.br

Desenvolvido por ABCMIX Joomla Site Designer - 2012