Bem-vindo ao Portal de CABO FRIO - RJ

Igreja de São Benedito/Passagem - Cabo Frio

Descrição

Ao chegar em Cabo Frio em 1616, Estevão Gomes dirigiu-se à fortaleza de Santo Inácio para assumir o comando e passar a tropa em revista. Provavelmente, dirigiu-se em seguida para o local onde pretendia dar início à Cidade de Nossa Senhora da Assunção de Cabo Frio, como está designada na primeira carta de Sesmaria doada a Generosa Salgado, no ano de 1616.
A localização do sítio da nova povoação portuguesa, no bairro da Passagem, está apontada na petição da segunda Sesmaria solicitada pelo Colégio dos Jesuítas do Rio de Janeiro, em 1617. O padre reitor justifica o pedido de terras, pela urgência que o Rei de Portugal tem nesta povoação. Pedem que o limite da sesmaria seja considerado a partir de “esteiro defronte da camboa que está defronte a cidade”. O único “esteiro”, existente no Itajurú, localiza-se na 1a. seção do canal. A “camboa” ou “apicú”, cujo significado em tupi é local arenoso e baixo, coberto pelas águas das marés, é identificado na “Planta da cidade de Cabo Frio”, desenhada em 1788 e que se encontrava na mapoteca do Serviço Geográfico do Exército, como aponta na margem continental onde está localizado o Hotel Porto Veleiro.

No mapa “Terra de Cabo Frio” (anônimo, 1625), perto do antigo porto do séc. XVI, lê-se a palavra “pouasam”, isto é, povoação, disposta paralelamente à margem da restinga da 1a. seção.

O sítio da cidade está situado em frente à segunda enseada dos terrenos continentais, contada a partir da boca da barra da lagoa, o que significa estar “defronte da camboa”, onde hoje se localizam as Salinas Peroanas, na margem continental do canal, em frente ao bairro da Passagem.

Com o deslocamento do centro urbano de Cabo Frio, para a atual praça Porto Rocha, em cerca de 1660, o bairro da Passagem, provavelmente passou a ser habitado por pescadores interessados na pesca oceânica, em função da proximidade do porto na boca da barra. A confirmação desta hipótese nos é dada através de levantamento oral, que alega que o núcleo da Passagem foi caracterizando-se como um largo de pequenas casas onde moravam basicamente pescadores, já no século XIX e XX. A razão do nome Passagem, deve-se ao fato deste lugar ter sido o primeiro a ser usado como ponto de travessia (passagem) no Canal de Itajurú.

O Largo da Passagem, estendia-se da atual Rua Manoel Antônio Ribeiro até a Igreja de São Benedito, construída por esravos em 1761, a mando de João Botelho da Ponte. É sabido, que esses negros frequentavam o Largo, praticavam o jongo, a capoeira e se reuniam em "oração" à São Benetido, seu santo padroeiro. Também, através de informação oral, sabemos que a atual Rua Manoel Antonio Ribeiro já teve as denominações de Rua Penha e Rua Grande e, por extensão, o largo. Ali, pescadores e famílias usufruíam o espaço para estender redes de pesca, para ancorarem os barcos, realizarem manifestações populares , etc.
Deste núcleo, restaram o casario da Rua Manoel Antonio Ribeiro, a Igreja de São Bendito e o Largo (hoje reduzido).

Fotos de Igreja de São Benedito/Passagem - Cabo Frio

Digite o endereço de partida no campo abaixo do mapa e depois clique no botão "Calcular Rota"

From Address:

História:

O bairro da Passagem surgiu para ser um ponto de apoio na travessia para o Canal do Itajuru. Porém suas riquezas arquitetônica e histórica transformaram o local em um interessante e agradável ponto turístico. Passeando pelas ruas estreitas e de calçamento antigo, o visitante pode observar as casas em estilo colonial do século passado, de janelas baixas e coloridas, todas patrimônio histórico. Muitas ainda conservam em sua cobertura as famosas telhas moldadas nas coxas Igreja de São Beneditodas escravas grávidas. A Igreja de São Benedito fica bem no centro do bairro, no largo de mesmo nome. Construída em 1701, nasceu para abrigar os escravos negros, pois a eles não era permitido freqüentar a mesma igreja que os brancos. Dessa forma, nada mais digno do que colocar no altar mor um santo negro, São Benedito. A capela é bem menor e não ostenta a beleza barroca da Matriz N. S. da Assunção, mas sua riqueza está na simplicidade do estilo. Depois de o centro ter sido escolhido para núcleo urbano da cidade, o bairro da Passagem acabou tornando-se uma vila de pescadores. Para chegar ao local é só ir em frente pela Avenida Assunção e dobrar à direita. Ou, então, seguir pela orla, até o final da praia do Forte e virar à esquerda.

Conjunto arquitetônico e urbanístico do largo de São Benedito e adjacências: igreja de São Benedito, largo de São Benedito e respectivos imóveis, nº 8, 11, 13, 53 e 60 Rua Almirante Barroso, nº 399 Rua Maestro Clodomiro Guimarães de Oliveira, casa nº 25 Rua 1º de Maio (antiga rua do Salga Peixe), nº 5 (casa Magalhães Pinto), 9 e 58 Rua Manoel Antônio Ribeiro (antiga rua da Penha), nº 16, 22, 30, 36, 58, 66 e 78 O conjunto arquitetônico e urbanístico com seu casario tradicional e singelo é constituído principalmente de edificações dos séculos XIX e XX, com um ou dois pavimentos, a mais antiga remontando ao século XVIII. É sobretudo notável a escala e a harmonia da ambiência urbana luminosa e arejada, destacando-se a igreja oitocentista dedicada a São Benedito. O bairro da Passagem, onde se localiza, é reconhecido como o sítio urbano mais antigo de Cabo Frio. A denominação Passagem, deve-se à existência no local de um porto às margens do canal de Itajuru, ponto de embarque e desembarque de mercadorias, incluindo o tráfego de escravos e do pau-brasil, abundante nas matas nativas da região. O bairro caracterizou-se por abrigar, ao longo de sua história, atividades relacionadas à pesca e à navegação, além de servir como local de moradia. Palco de festas religiosas e tradicionais, foi berço dos blocos carnavalescos que marcaram a presença da cultura negra no local.

Atrativos:

Restaurantes, Praça de São Benedito, Canal do Itajurú

Principais Restaurantes:

N/A

Principais Hotéis:

N/A

Pontos turísticos

Gostaria de compartilhar conosco mais informações a respeito deste ponto turístico?

Então utilize o formulário abaixo para enviar informações complementares, curiosidades, correções, etc.


Os campos marcados com um (*) são obrigatórios.
Informe o nome do ponto turístico ao qual pretende enviar conteúdo.
Tipos de arquivos permitidos: .jpg .png .gif .zip .rar .rtf .pdf .doc .docx
Tamanho máximo do arquivo: 10000KB

Visitantes Online

Temos 66 visitantes e Nenhum membro online

Estatísticas

Membros
1511
Artigos
1594
Weblinks
2
Acessos
2775532

Copyright © 2008/2014 - Região dos Lagos.com.br Publicidade Ltda. - Todos os direitos reservados.
22 2643-5745 / 22 8844-8888 / ID: 933*567 / Skype regiaodoslagos.com.br

Desenvolvido por ABCMIX Joomla Site Designer - 2012